sexta-feira, 6 de junho de 2008

CONTRARIADA




Termino…..

…….contrariada….

O poema….

Já não ouço a tua voz….

Apaixonada, quente….

A vaguear pelo meu desejo…

A abrir-se na minha pele….

Mas o poema está vivo….

Por isso,

Liberto ainda mais o meu pensamento…………




(Foto "Luz Caída", Alba Luna, Olhares.Com)

9 comentários:

Só Eu disse...

Acorda, espreguiça-te, levanta-te, banha-te, anda, fala, vive assim: Sensual!
É tão bonito quando nos "sentimos"
Mais uma vez adorei!

Fernando Rozano disse...

"...a abrir-se na minha pele...", lindo, Marta. de uma densidade apaixonada forte e bela. abraços.

Multiolhares disse...

acordas-te sensual como o teu lindo poema
bj

mundo azul disse...

...é! A poesia é mesmo um terapeuta portátil...Através dela, colocamos nossos "bichos" para fora!
Beijos de luz e um ótimo final de semana...

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Enquanto o poema vive, vc está livre.
Sua página é muito delicada, muito bem cuidada.Hj fiz mais um post, desculpe-me, tão perto do outro, é que todas essas rsenhas serão publicadas por uma revista da USP e eles me pressionam. Conto com a sua compreensão e com a sua visita, pois sem a sua visita não há publicação.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um abraço,
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO

cõllybry disse...

Digo...És o poema que lavra na pele

Belo, beijito, terna Marta

Sol da meia noite disse...

Não minha querida, não terminaste o poema... tanto deixaste em aberto...
Enquanto deixares que o pensamento voe, essas asas são promessas de poemas, talvez escritos no azul dum céu...

Gostei!


Bj *

Alexandre disse...

Devemos libertar o pensamento e as atitudes - só assim a vida faz sentido e teremos algo para recordar e para contar mais tarde.

Só assim os poemas podem estar vivos...

Muitos beijinhos!!!

Joseph disse...

Marta
Olá

É assim que gosto de te ler, de imaginar como estás...

Hoje há uma frase, tremendamente poética, cheia de sensualidade...Não vivemos sem esta alegria e sem estes sentires.
São fundamentais para a vida duma pessoa.
A frase é:
"A vaguear pelo meu desejo..."

Levanta-se, liberta os pensamentos e vive a vida. Faz sempre, por isso.

Beijinhos ternos, com carinho;)**
(Quando eu não aparecer, aparece tu; às vezes há razões para isso)