domingo, 1 de junho de 2008

CONFISSÃO - 1ª PARTE



















Por entre sorrisos…

Confesso sonhos antigos…

Em que te pintei como um príncipe perfeito…

Por entre suspiros…

Confesso neste momento
O prazer....

......do teu toque, do cheiro da tua pele…

Sentir-te na alma ....

Aí enroscar-me.....

(Foto "Temática Erotismo na Natureza", Manuela Araújo, 1000 Imagens)

5 comentários:

Sol da meia noite disse...

Será que alguma vez ousamos confessar tudo... mesmo que em confissões nos percamos...?

Beijinhos

Alexandre disse...

Há confissões que parece que nem a nós próprios contamos, tão secretas são - são os momentos que guardamos como segredos na nossa alma!!!

Muitos beijinhos, Marta!!!

Só Eu disse...

É divino ser tocado, cheirado...
Feliz de quem compartilhas as tuas confissões...
Parabens (mais um belissimo texto)

Pekenina disse...

Já cá não passava há algum tempo... Vejo que continuas com belos textos :)

Parabéns.

Beijinho,
Pekenina*

Joseph disse...

Marta
Olá

Respondi há pouco à 2ª. parte e, embora este poema seja mais soft, é o início da tua confissão.
Isto promete.
Que confissão!

Enrosca-te!
Sim...

Gosto de te ver feliz, alegre...

Beijinhos ternos de carinho;)**