domingo, 10 de fevereiro de 2008

RETICÊNCIAS







Deixei a luz acesa….
Tive medo do escuro….
Até de adormecer….
Tive medo de tudo…
Atrevo-me….agora
A respirar fundo…
A libertar-me de toda a angústia…
Que a espera provoca….
Com perguntas ansiosas…
A que ninguém responde……….
Não sabem....
..........não querem dizer….
Tentam-me as lágrimas.....
Ouço a voz perversa da serpente do Paraíso....
Quase me convence.....
Finalmente...
Alguém fala.........
Notícias
com muitas reticências….
Mas há luz………………….



P.S.: Imagem retirada da
Net

5 comentários:

Alexandre disse...

Também eu muitas vezes tenho medo de tudo, do tempo, das lágrimas, do vento, até do respirar!

Mas cá vamos sobrevivendo...

Muitos beijinhos!!!!

un dress disse...

reticentes...

e sempre o medo.

ao menos partilhado...





.beijO

Joseph disse...

Marta
Olá

Reticências...

Medo do escuro... é natural. Não é defeito, é respeito.
Ninguém te responde...até que ouves vozes...
Para poderes sossegar, desse pesadelo...
Acende a Luz.

Poema muito bem feito, mas com receios....
Se é poema, tudo bem. Se não é poema, astral para cima, querida amiga.

(porque não levas o award que te dei?)

Beijinhos ternos**
(Dorme bem... Eu ando por aí...)

Secreta disse...

E se há luz , tudo vai melhorar!
Beijito.

Sol da meia noite disse...

Entendo tão bem o que aqui escreveste... o teu sentir, tantas vezes o meu...

Grande beijinho