quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

ATÉ QUE







Até que regresses…


O tempo fica suspenso…


As flores murcham…


Nem as doces palavras que murmuro…


As salvam….


As pétalas vão caindo…


Lentamente….


Secas….


Já sem história….


A sala está vazia…


Dolorosamente….


Até que regresses....




(Foto: "N" de Paulo Viana - Olhares.

7 comentários:

Secreta disse...

Até ao seu regresso ... o mundo parece ficar suspenso.
Beijito.

Fernando Rozano disse...

poema de muita intensidade, com uma foto que o conjuga à perfeição. parabéns pelo blog sensível e rico. abraço.

Constantinne disse...

gostei.
de regresso.
beijos..loool.

Peter disse...

"Dolorosamente….




Até que regresses...."

Secreta disse...

Bom fim de semana :)
Beijito.

Sol da meia noite disse...

Quando alguém vai... levando a outra metade de nós... leva a vida de tudo em nosso redor... deixa a dor...

Beijinhos

Pekenina disse...

Espero que o regresso te preencha...
Beijinho*