sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

ESTRELAS E COMETAS -





Gosto de amor-perfeitos...
Flor frágil...delicada.....
Todas as cores...
Um arco-íris...
Dizem ser a flor do amor...
Perfeita...Para esta noite...
Com velas e à lareira........
Convite sedutor...
Vergonha não tenho...




À noite entre as estrelas e os cometas
Os grilos estrilando no jardim,
Eu peço encarecido que prometas
Amor que tanto quero. Pois sem fim.

Em cores variadas, nossas flores
Regadas com carinho e com afeto,
Crisântemos e lírios, monsenhores,
Porém amor perfeito, o predileto

Não nasce tão somente no canteiro,
Está decerto aqui, junto comigo.
É feito em sentimento verdadeiro

Cuidado com esmero todo dia,
Da flor iluminada um manso abrigo
Na perfeição que é feita de alegria



Co-Autor Marcos Loures



P.S.: Imagem da GlitterGraphics

6 comentários:

Alexandre disse...

Depois da liberdade dos amantes nada mais a propósito que estrelas e cometas... com velas à lareira e os grilos estrilando no jardim! A simbiose perfeita na perfeição de que é feita a alegria!

Na resposta ao desafio anterior acrescentarei que a liberdade é essencial numa relação que se quer saudável, a cumplicidade total passa por aí, a entrega tem que ser natural e a seu tempo, não se deve apressar aquilo que deve correr no seu ritmo - porque caso contrário tudo entra em derrapagem, os intervenientes - ou um dos intervenientes - entra em descompensação e a relação desequilibra-se pendendo para um dos lados em detrimento de outro - uma relação deste tipo na minha opinião não serve e embora possa aparentemente funcionar é injusta e chegará o dia em que rebentará, às vezes por «coisa pouca». É que o resto está acumulado!

Muitos beijinhos!!!

A. Jorge disse...

Está excelente!

A resposta ao teu desafio já está no "Vagabundices".

Espero que gostes!

Um beijo

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

A. Jorge disse...

Parabéns aos dois!

Sol da meia noite disse...

Adoro amores-perfeitos.
E adorei as tuas palavras e o vosso poema, onde o amor é perfeito... Porque nas palavras li verdade, em simplicidade escritas...

Beijinhos

starxandra disse...

Simplesmente embevecida por ler algo tão bonito escrito pelos dois.
Os meus sinceros parabéns!
Kiss!

Joseph disse...

Marta,
Olá

Temos poetas.
Muito bons os dois poemas...

Mas retirei do 1º. este pedaço:
"Com velas e à lareira........
Convite sedutor...
Vergonha não tenho..."

Então? A vergonha é extremamente sensual.... hein??

Beijinhos;)** e abraços.