domingo, 27 de janeiro de 2008

ATÉ JÁ





Voltarei quando a lua despertar….
Quando ao Vento sorrir….
Pois, algures, por aí,
Na sua companhia….eu vagueio
Para onde vamos…
não sei…

Adorava ser como ele….
O Vento
…….Espírito livre….
Indisciplinado…
Impiedoso, por vezes………………
Mas fascinante….
Um amante....
................. perfeito………….





P.S.: Imagem retirada da Net ( Google)

7 comentários:

Joseph disse...

Marta
Olá

Bom di.
Um bom domingo.

Obrigado pela visita. Onde estava o lenço vermelho, no vídeo?

Gostei muito da tua poesia. Sendo assim, vais andar o dia todo a flutuar na ânsia de te aparecer aquele que procuras.... um amante perfeito! Existe isso?....

Beijinhos e um abraço forte.**

Sol da meia noite disse...

Belíssimas palavras, Marta.
Sonhar a liberdade... senti-la...

Beijinhos

cõllybry disse...

Vagueia nas asas do vento,mas em noite quente de luar...

Bjca doce

125_azul disse...

Já passou, o vento. Volta... Beijinhos, semana feliz.

Menina do Rio disse...

Estou tentando colocar minhas visitas em dia, mas ainda não foi desta vez.
Por ter ficado sem Pc, teve muita coisa que não li e por isso levo mais tempo em cada blog que visito na tentativa de me atualizar. Até o fim do ano eu espero estar com minhas visitas em dia, rs...

Pra não passar em branco, hoje deixo votos de uma semana feliz
Beijinho

Menina do Rio disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Alexandre disse...

Sim, o vento é o amante perfeito porque aprece quando menos se espera, divaga, enrola, sopra livre, afaga ... e parte no sopro da brisa sempre que quer...