segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

AUDACIOSAMENTE













Não interrogo a noite…
Muito menos o vento gelado……
Agora que a chuva o beija…
E, nos deixa em paz…
Sentados ao pé da lareira,
……………. Com mantas enroladas nos corpos…
Com a música baixinho…
Para não interferir
nos pensamentos…
Divagamos….
Beijamo-nos….
Calma…
………….e depois
.....audaciosamente…….



P.S.: Imagem retirada da Net

8 comentários:

Sol da meia noite disse...

Lindo!
Não interrogues...
Vai ao encontro das respostas, sonhando...

Beijinhos

Alexandre disse...

Sim, o importante é não perder tempo com interrogações. A vida corre célere, devemos aproveitá-la enquanto é tempo e de preferência sem interrogações - deve-se usufruí-la!!!

Muitos beijinhso!!!

125_azul disse...

Usufrui o caminho, não te interrogues. Beijo, é tãaaaaao bom!
Arrisca!
Beijinhos

Peter disse...

Vamos então divagando. Aliás, o que fazemos nós senão divagar?

Betty Branco Martins disse...

Querida Marta



______________cheguei!!!
agora é só_____um olÁ:)



e_________de todo coração__________




agradecer____________a visita na minha ausência


____________voltarei mais tarde
para ler e_____________comentar





beijOs com carinhO

Teresa David disse...

Este poema gostei bastante pois � muito aconchegante.
Bjs
TD

A vida.... disse...

bem eu estive no teu outro cantinho e vim dar uma vista de olhos neste tb ... tens uns textos espectaculares e k kuando agente lê eles entram ca dentro ;-)

mais uma vez os meus parabens , voltarei mais vezes...

um beijinho

Joseph disse...

Marta,
Olá

Audaciosamente.... vindo num crescendo.
As mantas enroladas nos corpos são sensuais e isso faz "despoletar a granada e rebentar a mina..." (linguagem militar)

Divagando.....

Beijinhos ternos**