terça-feira, 9 de agosto de 2005

FÉRIAS

Este ano, vou deixar que o vento decida e me conduza até a um sítio diferente, se bem que seja familiar.

Onde cada minuto do dia é vivido intensamente, seja com um livro empolgante, seja no jardim onde há uma rosa com o meu nome, seja num local altamente turístico.


Onde vai haver conversa franca até altas horas de noite e eu vou esquecer as minhas preocupações e concentrar-me em ser feliz.

Há quem pense que eu sou cobarde; talvez porque nem sempre partilho o que penso e o que me preocupa com essas pessoas.

Mas, como já aqui disse, há coisas que só partilhamos com as nossas irmãs e outras são tão íntimas que ninguém mais sabe. Outras - aguarda-se o momento ideal para as revelar...
Para mim, este não é o momento e por isso, quero esquecer….

Só me quero lembrar do vento, do sol e da lua e pode ser que, ao longe eu vislumbre novamente as minhas montanhas azuis!

Sem comentários: