sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

A SEPARAÇÃO - O FIM



Aviso o meu advogado do incidente e ele diz que poderá ser uma vantagem para nós.

A Madalena e o Tobias decidem também avançar com uma queixa contra o Machado; afinal, ele "invadiu" a propriedade deles.

Não sei muito bem como é que o meu ex reagirá a todo este fogo cruzado.

Estou preocupada com o que poderá suceder daqui para a frente e por quanto tempo ficarei ainda presa, se ele continuar a não concordar com o divórcio.

Mas não me devia ter preocupado, pois no fim do mês, o meu advogado telefona-me e diz que o colega, o advogado do Machado, nos convocou para uma reunião dali a dois dias.

" O advogado do Machado?" repito surpreendida " Tem a certeza?" e o Dr Santos ri-se e confirma a data e a hora.

Quando a Madalena regressa e sabe da novidade, comenta, trocista: " Até que enfim que viu a Luz! Aquele tipo é cansativo!"

Por isso, aqui estou eu à espera que o meu advogado me venha buscar para termos a tal reunião e sabermos o que o futuro me reserva.

Tenho apenas a certeza de que o Machado se tornará alguém que conheci e de quem não guardo boas recordações.



FIM

2 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta
Para que tudo acabe em bem, os advogados se entenderão, para acabar o pesadelo.
Bjs

Sofá Amarelo disse...

E pronto... mais uma história, um conto, que chega ao fim sem chegar, pois quando tudo fica em aberto, fico também ao dispor da imaginação de quem lê... as verdadeiras histórias devem ser como estas: deixar ao leitor as possibilidades de uma continuação ou de desfechos diferentes consoante a intuição literária de cada um...