quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

PAIXÃO - PARTE I

Se eu não soubesse como te amo...
Assim, veemente, intensamente....
Talvez esta paixão que sinto,
e no meu corpo te descreve,
esmorecesse.
Talvez a minha alma não fosse livre
e a verdade não fosse um segredo,
só nosso...
Talvez soubesse a resposta à pergunta,
e lhe roubasse o encanto…
De não saber o porquê de tanto te amar….
 
Foto de Maurizio Vicedomini

6 comentários:

Secreta disse...

Talvez...talvez...
Beijito.

© Piedade Araújo Sol disse...

apaixonado.

gostei!

um beij

Anita de Castro disse...

Por outras palavras “a moda transmite aos outros a beleza de tanto amar

Gostei Marta

Daniel Costa disse...

Marta

Ama-se, os pensamentos voam só nesse sentido, tanto mais numa poetisa romântica como deixas antever.
Beijos

Sofá Amarelo disse...

O encanto está na forma de amar, e essa forma deve ser incondicional, pois só assim pode ser veemente, intensa, ser cúmplice da paixão. A alma é sempre livre desde que se esteja apaixonado e as perguntas podem ser segredos mesmo quando não têm respostas...

Nilson Barcelli disse...

Nunca saberemos o porquê do amor... e ainda bem, porque lá se ia o encanto...
Marta, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.