quinta-feira, 25 de novembro de 2010

SEM DEFINIÇÃO

Sei o que desperto em ti.
Quando as tuas mãos
me acariciam assim.

Deitando-se em mim,
olhando-me,
apaixonando-se por mim.

Com alma.

Abro-me num sorriso,
projecto-me na sombra do teu corpo...

Numa carícia deveras sensual,
sem definição....


Foto de João Mateus, albúm "Women another vision" (via Facebook)

9 comentários:

Ulisses José Da Silva disse...

Marta saudades de tua visitas e comentários, e aqui um carinho para despertar voce e fazer sorris, tenha um linda noite, beijos !!


Sem fim

Desperta a minha visão
Pois passa e faz tremer o chão
Não me seguro nesta ocasião
Pois você tem curvas de avião

Passa voa rasante e estrondoso
Pois cada passo parece terremoto
Onde faz todos virarem devagar
E a cabeça vai virando os sentidos
Deixa todos com rosto e ar de bandido
Assim você caminha abrindo um sorriso
De quem sabe que é a fixação
De olhares nada quarquer
Sou do interior mulher

Ulisses Reis®
25/11/2010

Para Marta(Porto)( http://amartaeeu.blogspot.com/ }

AC disse...

A linguagem do corpo, o conhecimento do outro...
Gosto sempre, Marta!

Beijo :)

Jacarée disse...

Bela poesia e imagem.

Dois componentes q invadem corpo e alma.
Bjs

Sofá Amarelo disse...

Tudo o que nos desperta os sentidos não tem definição, não se podem desenhar palavras nem sons nem cores... as mãos acariciam o tempo e as sombras projectam olhares embrulhados em sorrisos!

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querida Marta




.é mesmo isso!


"sem definição"


_________tradução dos sentidos


///



beijO_____ternO
bfs

uminuto disse...

perfeito esse sentir
um beijo e boa semana

Secreta disse...

Porque há coisas que não se definem...
:)

Nilson Barcelli disse...

Uma mulher sabe melhor o que desperta e sente sempre mais que o homem, mesmo quando não há definição...
Magnífico poema, querida amiga. Gostei muito.
Beijos.

avlisjota disse...

O sabor inesquecível de um beijo...

Lindo Marta!

Bjinhos

José