segunda-feira, 20 de julho de 2009

ETERNO OU NÃO - Parte II







Enterrei-te algures na areia.
E, afastei-me, convicta de que pensar no tempo,
é perder tempo com jogos de palavras.

O tempo escasseia.
Poderia ser eterno,
mas advinha-se no horizonte
a despedida.

A despedida daquele momento
e agora?


Agora fico sem saber,

quando te verei novamente…..







(Foto "Caminhando no Paraíso" Fernando Dias, Olhares.Com)

(Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas)

(Texto também colocado no WAF)

9 comentários:

pin gente disse...

desafio-te para um jogo!
diz uma palavra
retribuirei com outra.
se disseres mar,
direi rio.
se disseres lua,
direi terra.
se disseres branco,
direi preto.
e se for vinho,
direi água.
se calor,
frio.
diz feitiço!
direi realidade.
para fadas,
direi bruxas.
para amanhã,
direi ontem.
diz alegria,
falarei de lágrimas.
diz poema,
falarei de prosa.
diz beijo...
só me lembro de abraço!
paixao...
só me lembro de nós!
loucura...
sim, que loucura este estar!
e se disseres amor...
direi que te quero amar.



um beijo, marta
luísa

Nilson Barcelli disse...

Este poema e onterior, no seu conjunto, vão da certeza à dúvida, passando por fases onde a sensualidade é uma componente importante do poema.
Na poesia, ou na vida, a dúvida é muito frequente. No fundo, não temos a certeza de quase nada...
Parabéns querida amiga, poemas e fotos de grande nível.
Boa semana, beijo.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Marta, querida;
É uma trilogia? Nossa, os dois que li são lindos demais!
Tive um dia muito corrido e mal me sobrou tempo para vir até aqui.
Desejo-lhe um FELIZ DIA DOS AMIGOS, atrasado, mas de coração.
Obrigada por tudo,
Renata

Nuno de Sousa disse...

Lindo... nada como estar à beira mar e ver um belo pôr de sol... adorei o teu poema. Bjs
Nuno

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Marta, lindo poema...Espectacular....
Beijos

Carla disse...

enterrar na areia os sonhos...e esperar que a água do mar os desenterre para os trazer até nós, renascendo assim o nosso querer
beijo

Maluco do Pão (A Panda) disse...

uma coisa sobre o tempo sem tem que aparecer... pensar sobre o tempo as vezes eh perda de tempo... mas acredito tbm ser inevitável...

Patrícia disse...

Eterno ou não, não sei, mas será sempre marcante.

Beijinhos Marta=)
Patrícia

Sofá Amarelo disse...

Tudo na Vida é uma incógnita começando pela própria Vida dos encontros e desencontros, das magias e das coisas que não se sabe qual o sentido... nunca saberemos qual o verdadeiro momento da despedida...