terça-feira, 28 de julho de 2009

DESAFIO




















Estou aqui sentada, a pensar.

Sinto-me como se tivesse voltado à escola,

e isto fosse um texto com espaços vazios,

para eu completar,

com lógica e imaginação.



As palavras são fortes,

insinuantes,

descaradas,

mesmo impúdicas….


Não fujo delas nem fico corada…

Deixo-as em repouso,

estudo-as cuidadosamente.

E nas pistas dadas,

tento moldar o meu texto.


Suavizo

ou reforço o impacto

que estas palavras poderão ter?



Com esta dúvida na mente,

caminho por entre elas,

escutando-as.




Depois, com lógica e com sentimento,

desafio-te também....



(Foto "Todas as cartas de amor são ridiculas" J Pedro Martins, Olhares)


(Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas)

7 comentários:

Amita disse...

As palavras são jogos de asas na plenitude do que se sente.
Um bjinho grande e uma flor

ParadoXos disse...

palavras de levar na alma pela beleza que são!!

abraços

Heduardo

Nuno de Sousa disse...

Belo o teu jogo de palavras menina... senti-me desafiado :-) Bjs
Nuno

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Marta, belas palavras...belo desafio....
Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Poesia com lógica já é poesia de quem domina muito bem a arte de fazê-la.
Jogos de palavras também têm sua lógica e sua poética.
Muito bonito, Marta.
Beijos,
Renata

pin gente disse...

nunca recebi uma carta de amor ridícula.
também as escrevo... ridículas?
beijos, marta

Sofá Amarelo disse...

As cartas nunca estão totalmente escritas - há sempre letras que se podiam escrever em forma de palavras ou então só em forma de pensamentos... as cartas de amor ainda existem... podem é ter outras formas!!!

Muitos beijinhos!!!