sexta-feira, 10 de junho de 2016

LOUCURA



Hoje estou preguiçosa...

Não tenho nada para dizer... 

Ou talvez tenha e não tenha encontrado as palavras...

Às vezes, acontece-me isso... 

Vejo a folha em branco e entro em pânico...

Como se fossem as palavras a prenderem-me à realidade...

Daí chamaram-me louca...

Mas, como já disse, ainda bem que sou esse tipo de louca...


5 comentários:

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Um belo poema para refletir...

heretico disse...

ergue a palavra e a palavra "faz-se" ...

Graça Pires disse...

A página em branco: o tormento do poeta...
Beijos, Marta.

Sofá Amarelo disse...

Às vezes é bom ser um determinado tipo de "louco", pois só as pessoas que têm este tipo de "loucura" conseguem viver e tirar partido da vida mesmo que tropecem em páginas em branco...

Agostinho disse...

às vezes, têm que se derramar lágrimas sobre o branco para que as palavras se façam ouvir.

Bj.