sábado, 24 de novembro de 2012

PRINCÍPIO OU FIM





Cada beijo
      pode ser
uma nova descoberta...
     O acender do desejo
uma outra vez....
     Num sussurro,
num engano ao tempo...
     Pode ser o princípio ou o fim
de tudo...
     Para nós,
é reinventar o prazer....



Tones of grey” David Naman


6 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

beijos que incendeiam....

O Profeta disse...

Tacteei minha sombra caída
Os ramos de uma magnólia cedem ao vento
Ergui num deserto um castelo de raivas
Segui numa distância infinita ladrilhada de mágoas

Já não posso dar-te a mão, cheguei tarde
Entre ruinas procuro o sentido, a razão
Já não canto aos deuses, não rezo
Já esqueci o sabor do desprezo, não desprezo

Tracei um círculo de solidão
Ausente do meu nome está o chamamento
Jazem mudas as folhas de silêncio
Errantes brumas ao sabor do vento

Bom fim de semana


Doce beijo

Sofá Amarelo disse...

Cada beijo é um prazer diferenciado no tempo e no espaço... sussurros de novas descobertas, desejos reinventados uma e outra vez... cada beijo é único...

Daniel Costa disse...

Marta

Cada beijo um flor, cada flor encarna o prazer do amor.
Beijos

Paixão Lima disse...

Tudo começa e tudo acaba com o beijo. E entre o princípio e o fim, continua o beijo a ser o valor de referência. Portanto, o beijo é vida. E se ela não é aquilo que gostaríamos que fosse, a culpa não é do beijo. Mas se é, é a culpa que se desculpa, porque o beijo é reinventar o prazer.

Secreta disse...

O beijo, o inicio e o fim...da partilha de afetos.
Beijito.