terça-feira, 20 de novembro de 2012

NEBLINA






a minha louca fantasia
             esta noite
Percorre-a
            comigo
no doce sabor da paixão,

no suspirar das palavras
Vem,
envolve-a
em mistérios e neblina....
Esconde-a
(a noite)
de olhares invejosos.
          (Porque)
é só nossa....






Da Página “Pour le plaisir des yeux”

7 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

devaneios na noite...

sensual.

gosto!

beijo

Daniel Costa disse...

Marta

A neblina pode bem envolver o amor, mas que recatado nainmidade, porque o manto de nebina poderá ser roído pela inveja-
Beijos

Sofá Amarelo disse...

As fantasias escondidas e envoltas no suspirar das palavras mais não são que os mistérios e as neblinas que só aparecem de noite no doce sabor da nossa paixão... longe dos olhares invejosos!

Secreta disse...

A neblina que cega de paixão... :)

Secreta disse...

Venho desejar-te um bom fim de semana :)

Paixão Lima disse...

A noite não tem vergonha. Ela envolve-nos, ternamente, no seu manto de neblina e liberta os nossos medos. Na noite, somos mais ousados, mais livres e mais sinceros. Despimo-nos de preconceitos, do supérfluo e do resto, quando a partilhamos com quem amamos.
Gosto da noite...

Nilson Barcelli disse...

A noite é boa para esconder dos olhares as nossas fantasias...
Belo poema, gostei.
Marta, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.