domingo, 25 de março de 2012

LONGE


Foto do Álbum de João Mateus "Viva El Tango" (Facebook)

Procura-me
Estou louca na noite

Se não me encontrares já
Posso desaparecer na escuridão

Vem
Peço-te

Tenho medo deste meu olhar desvairado
Deste calor que irrompe em mim

Quero
Fugir contigo num abraço apertado

Longe deste Vento
Deste Tempo




5 comentários:

AC disse...

O calor do abraço às vezes escapa-se-nos pelas vielas...
Sempre tão intensa, Marta!

Beijo :)

Sofá Amarelo disse...

É de noite que se desaparece na escuridão e que a loucura irrompe através de um abraço apertado... porque é de noite que o vento sopra longe deste tempo e se foge dos olhares desvairados do medo.

Secreta disse...

Fugir da escuridão num abraço de luz :)
Beijito.

Anita de Castro disse...

Fugir até onde o vento levar e a ânsia querer a tua Alma, Sente O que Amas
Beijinhos

Daniel Costa disse...

Marta

Poema oração, o apelo ao tacto!!!

Beijos