sexta-feira, 29 de abril de 2011

ETERNA

Há uma história

à espera da tua voz e


das minhas palavras




A tua voz é uma carícia atrevida


no meu corpo


As minhas palavras


são inquietas e descaradas


enchendo de cor a noite...



E a noite desliza em nós,


tornando-se eterna...


 
Foto de Prismes , "Moon's bride" (DeviantArt)

8 comentários:

Carla disse...

a eternidade do belo...

AC disse...

Há sensações que, de tão intensas, parecem eternas. Apesar de circunscritas no tempo...

Beijo :)

© Piedade Araújo Sol disse...

e um dia serás tu a escrever essa história.

bi«om final de semana!

beij

Sofá Amarelo disse...

A noite é a verdade, é quando as vozes debitam palavras atrevidas e carícias inquietas e descaradas... é quando o cinzento da noite se torna multicor... e a noite desliza em nós, tornando-se eterna...

Nilson Barcelli disse...

Quando há amor, a voz é uma carícia. Cada jesto é uma carícia...
Magnífico poema, gostei imenso das tuas palavras.
Querida amiga, tem um óptimo fim de semana.
Beijos.

Daniel Costa disse...

Marta

O descaramento, a "safardeza", podem fazer parecer eterna a noite.
Beijos

JB disse...

E o tempo não cabe nesses momentos... A intensidade com que vivemos certos momentos não tem medida, apenas se estende na intemporalidade e é (e)terna...

Beijinho

tulipa disse...

Começo por AGRADECER a sua visita e as palavras de apreço no meu blog.

Pois...de vez em quando dá-me uma tristeza sobre a quantidade de comentários...mas, logo vejo que não devo me preocupar com quem não aparece.
Como alguém diz:
só faz falta quem está!!!

Minhas amigas dizem-me que quem perde é quem não me visita, pois perde a oportunidade de ver lugares bonitos, etc...

Também muitas vezes visito alguns blogues...sem comentar.
Nem sempre temos as palavras certas para o momento certo...não é fácil escrever algo que se enquadre no texto.

Sabe que ainda hoje pedi um chá de príncipe, pois havia muito em África e eu nasci lá...e, foi engraçado você agora me convidar
..."Apareça para um chá..."!!!
Obrigado.

Um abraço.