quinta-feira, 19 de agosto de 2010

PAZ

Neste momento estou só na noite.
Em paz, a flutuar em sonhos
e um leve sorriso nos lábios.
Talvez deseje que o nevoeiro desça
e embale o meu corpo que está nu.
Está a noite abafada, o silêncio também.
Mas eu não.
(Poema colocado no Facebook)
Esta noite, esquece-te em mim.
Tatua-te na minha pele.
Mima-a, toca-a.
Liberta-a, torna-te nela.
Depois, beija-me nos lábios.
Foto de Pascal Renoux "Undefined"

5 comentários:

uminuto disse...

e neste toque pleno...morre a solidão na noite
um beijo

Sofá Amarelo disse...

Haverá algo mais supremo que tatuar mimos na pele de alguém...e libertar a pele e depois voltar a tocá-la e voltar a libertá-la...

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo poema, querida amiga. Carregado de sensualidade.
Gostei.
Boa semana, beijos.

Daniel Costa disse...

Marta

Estar em paz e a flutuar em sonhos, será o máximo que alguém pode desejar.
Beijos

avlisjota disse...

Olá amiga!

Estás a flutuar nos sonhos? Pois flutua e e não deixes de fruir toda a beleza dos sonhos...
mima-o, toca-o, liberta-o e não deixes que o silêncio te abafe!

Bjs

José