quarta-feira, 9 de junho de 2010

SÓ ISSO



Talvez tenha exagerado
na sobriedade do vestido...
Mas o vestido é perfeito;
é discreto como só
o preto sabe ser.
É de seda;
deixa adivinhar as formas
do meu corpo.
Mas só isso.
Vim dançar um tango;
tenho simplesmente
que o deixar
expressar-se
no meu corpo....




Imagem do Google - desconheço o autor
Textos protegidos pelo IGAC -
Cópias, totais e/ou parciais, proibidas


3 comentários:

Sofá Amarelo disse...

E que melhor forma de expressar a Vida que através de um Tango? Esta é a forma de dançar não só com o corpo, os membros, os gestos, os olhares... mas também dançar com os sentidos... quanto ao vestido ele será da cor e do tecido que a imaginação quiser...

Secreta disse...

Um Tango, que ao nosso corpo, confere a liberdade de expressar todos os sentires.
Beijito.

Graça disse...

Gosto destes teus poemas ao Tango...


Um beijo de carinho, querida Marta.