quarta-feira, 20 de maio de 2009

CHUVA DE PAIXÃO







Deixa-me ser a chuva
Que se deita no teu caminho

Atravessar a tua vida
Guardar despida em mim
A tua lua na minha

Molhadas em mim
As tuas mensagens de desejo
E de amor, fazem-me flutuar

Na minha chuva
Pelo meu corpo nu
Derrapando a chover no teu

Igualmente nu
Igualmente preso
À chuva da paixão

As nossas luas
Entrelaçadas e nuas








(Foto "Hot & Cold" Raul Alexandre, Olhares)
(Textos protegidos pelo IGAC - Cópias proibidas)

9 comentários:

Carla disse...

uma "Chuva de paixão" que quando inunda a vida...dá-lhe vida
beijos e parabéns pelas palavras

Nuno de Sousa disse...

Linda a tua paixão... igualmente preso estou aqui...
Bjs na menina,
Nuno

Elcio disse...

Engraçado, mas ao ler este post recordei Gonzaguinha e associei-0 a uma musica q se chama Feliz.

Em algum momento ela diz:

"...é o carinho guardado no cofre de um coraçao q voou[...]
duas vidas q abrem n se acabam c a luz".

Mt bom ler vc.

vale este end:
http://www.instantes.blogger.com.br


É isso aí.

TMara disse...

a fusão com o ser amado.
Bjs
Luz e paz em teu caminhar

Nuno de Sousa disse...

Olha amanhã vai chover imenso cuidado :-)
Bjs e um bom fds,
Nuno

Patrícia disse...

Gostei muito do pormenor da chuva num desenrolar romântico do qual não podia faltar a metáfora da lua.

Muito bonito.

Beijinhos Marta=)
Patrícia

pin gente disse...

a chuva e a lua
dois calmantes
dois afrodisíacos

beijos
luísa

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Marta:
UAU! Que poema linhdo, quanta sensualidade, vc está cada vez mais ousada e tem que ser mesmo, porque a poesia é para expressar o que sentimentos, queremos, enfim, os nossos desejos. Parabéns!
Querida:
Venho dizer que publiquei no GALERIA um post que é um conclame à paz. A começar pelo filme que foi feito na França em plena ocupação nazista. Também se baseia na lenda de Tristão e Isolda. Além disso, apresento a história de Pedro e Inês e faço, guardadas as devidas proporções, a comparação dela com a lenda de Tristão e Isolda. E, como não poderia faltar, há poemas, flores, imagens sobre a PAZ, e pinturas sobre TRISTÃO E ISOLDA.
Conto com a sua presença, pois esse saiu caprichado.
Um abraço,
Renata

Sofá Amarelo disse...

A chuva que molha a Alma é a verdadeira chuva da paixão!!! Que as Luas iluminem as Almas nuas!!!