segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

SEMPRE



O Sol tenta imitar…
O calor do teu corpo…

De que, mesmo na tua ausência…
Desfruto…………


Porém….
………. Todas essas sensações
Ficam apenas em mim…


No meu corpo
Em plena consciência do prazer…


Esse prazer desencadeado ….

Sempre...............

Pelo teu toque...............



(Foto "Sesta Intima", Temáticas "Voyeurismo", Luis Lobo Henriques, 1000 Imagens)
(Textos protegidos pelo IGAC)

8 comentários:

Nuno de Sousa disse...

Sempre forte e belos os teus poemas... gostei Marta,
Bjs e boas festas para ti,
Nuno

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Os sentidos e a natureza entrelaçados: essa é a sua marca, Marta.
Querida:
Publiquei no Galeria e nos meus outros Blogs. Apareça.
Beijos ternos,

Pekenina disse...

Ai Marta.... nem sempre o sol bate o calor de um corpo. E esse calor não é sentido por todos, apenas por alguns :)
Beijo

á flor da pele disse...

Sorte de quem assim sente... :D

ematejoca disse...

Que carga erótica há nos teus poemas e nas imagens, Marta.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Marta, vc se importa de ir o mais rápido possível ao Poemas? É que o meu Amor zangou-me comigo, então lhe preparei um brunch. Por favor.
Beijos,
Renata

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Marta:
Sabia que tenho mais um Blog? É o TRISTÃO E ISOLDA, onde publico pesquisas relativas ao tema que venho fazendo há anos. Hj, fiz uma postagem. Não postarei todos os dias, vou deixar o post esgotar-se.
http://tristoeisolda.blogspot.com
Beijos e apareça,
Renata

Pedro M disse...

mmm Marta...

O calor que fica... a sensação que resta, como uma marca física na pele, que se sente...

Um beijo