quarta-feira, 30 de março de 2016

VERSÃO DOS FACTOS



Hoje, sou eu a cronista do Reino...

De um dia absurdamente normal... Sem que nada memorável o assinale...

Porque as pessoas teimam em o desperdiçar, falando de banalidades e intrometendo-se na vida alheia...

Claro que sei que o Reino tem problemas... 

Claro que queria que as coisas fossem diferentes...

Resolvo alguma coisa se viver eternamente infeliz e encher os dias com discursos inflamados sobre respeito, moralidade e afins?

Não, não resolvo... Torna-me apenas mais infeliz, mais amargurada e isso é o verdadeiro desperdício...

Por isso, não me digam como devo viver...

Sou uma cronista e esta é a minha versão dos factos....





1 comentário:

Sofá Amarelo disse...

Um cronista deve descrever o que vê não o que sente, mas é inevitável que sendo pessoa até um cronista (mesmo um cronista do Rei) acaba por ter sempre algo de si próprio nas suas crónicas...