sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

VOEM




Hoje,
fala-se sem falar...
Pensa-se,
mas as palavras não são ditas...
Por medo que as deturpem... Que as usem contra nós...
Ou simplesmente pela dor que nos causam...
Há muito que só as penso... Depois escrevo-as e deixo que voem...


2 comentários:

Graça Pires disse...

Deixar voar as palavras para que elas não se magoem neste chão...
Muito belo, Marta.
Um beijo.

Sofá Amarelo disse...

Há muito quem fala sem... falar, e há muito quem não fale, falando. As palavras são o ponto de partida da deturpação, ou da dor, mas também podem ser o momento da escrita levantar... voo...