segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

MEDO




Por vezes,
tenho medo...
Não o posso negar... Não o posso explicar...
Há apenas uma janela que se abre e rasga o véu da normalidade do dia...
Nada será igual, porque deixei que o medo se pintasse nas paredes nuas do meu tempo...
E perco um dia da minha vida... Porque tive medo de falhar...
Mesmo sabendo que falhar faz parte da vida!


3 comentários:

Sofá Amarelo disse...

A falhar aprende-se... e por vezes até se aprende mais... não se pode negar, e há normalidades que não se explicam... como se o medo de pintar as paredes desaparecesse...

© Piedade Araújo Sol disse...

há medos e medos...e sim também há o de falhar.

beijinho

:)

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Quando as janelas se abrem e rasgam o véu da normalidade do dia, há que ir atrás dessa fenda... Se por medo falharmos, o importante é tentar da próxima vez e da outra e da outra até irmos conhecer o outro lado :)

Um beijo por este belo pedaço de prosa...