quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

DIFERENTE



Como eu gostaria que o passado não interferisse no presente…
Como eu gostaria de acordar e não ser saudada por um dia frio, cinzento…
Mesmo que seja Verão e o céu me sorria num convite sedutor…
A brincar na praia, a construir castelos na areia e ser a sereia por quem o mar se apaixona…
Como eu gostaria que tudo fosse diferente…


2 comentários:

Sofá Amarelo disse...

E tudo pode ser diferente, se o passado não interferir com o presente, e se possam construir castelos de areia na praia que não se desmoronem quando o mar acarinha a areia...

Graça Pires disse...

Querer que tudo fosse diferente, já é um modo diferente de estar na vida...
Um beijo, Marta.