segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

TARDE FRIA





Este é o meu desafio...
Escrever cartas... Sem que sejam de amor...
Porque não falar sobre o poema favorito?
Ou sobre o prazer de apenas sentir o corpo?
De como esse momento se torna numa memória perfeita...
Numa tarde fria de Outono...


Sem comentários: