sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

EXÍLIO




Um dia... exilei as palavras na Lua...
Hoje, procurei-as... Intensamente...
Mas as palavras ignoraram-me... Desprezaram-me...
E sou eu agora quem fica presa nesse exílio...
Pois não sei o que dizer para que me perdoem...


2 comentários:

Graça Pires disse...

As palavras são muito esquivas, Marta. Só mesmo a lua as pode devolver...
Beijo.

Sofá Amarelo disse...

Quando as palavras nos ignoram - e tantas vezes elas fazem isso - há que tentar encontrar outras palavras... intensas... e que não nos desprezem...