quinta-feira, 27 de novembro de 2014

RESPIRA-SE



Abram alas...
Não falem... Desfaçam os sorrisos...
Pois algo me diz que hoje haverão más noticias...
E se as houver, digam-nas depressa...
Não preencham o tempo com banalidades!
Digam a verdade nua e crua...
Será um choque, eu sei... Pois a verdade magoa...
Mas, pelo menos, foi dita...
E assim respira-se....




4 comentários:

Graça Pires disse...

Gostei dessa: não preencher o tempo com banalidades...
Beijo, Marta

DE-PROPOSITO disse...

Digam a verdade nua e crua...

A verdade pode não o ser, e o inverso também se aplica.

Felicidades
MANUEL

Carmem Grinheiro disse...

Boa tarde Marta
«...Desfaçam os sorrisos...»
Concordo que não é tempo de grandes sorrisos nem banalidades.
E quando nos chega a verdade e para mais: "nua e crua", há que parar e estar atento. O caos ameaça.

bj amg

Sofá Amarelo disse...

Respira-se quando a verdade se preenche de sorrisos, e qual será o dia em que não há más notícias, mescladas de banalidades... Verdade e choque são muitas vezes complementares...