sábado, 19 de janeiro de 2013

PREGUIÇOSA




    Estou preguiçosa,
                  amor
    e deixo que seja a noite
                   a sedutora
    Te traga até mim
                   e te envolva no meu cheiro
    Eu conheço o teu....
                   Vive já na minha memória
    E, sem que eu saiba porquê ou como,
                             espalha-se, insinuante,
                           pelo meu corpo....




Tela da Página do “Open Art Group”

4 comentários:

Ana disse...

Marta,

Muito bonito..

Bom fim de semana

Beijinhos

Ana

Nilson Barcelli disse...

Não há nada melhor do que preguiçar, como o amor ao lado, de preferência.
Belo poema, gostei muito.
Um beijo, querida amiga.

Sofá Amarelo disse...

O cheiro vive na memória porque é ele que se espalha preguiçosamente pelo corpo e pela mente, e a sedução insinua-se a cada noite que passa... e não importa saber porquê...

Daniel Costa disse...

Marta

A noite é sempre boa sonselheira, por isso é sempre bem vinda.
Beijinhos