quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

INQUIETAS




Esquecida está a noite,
        só tu e eu, amor,
no abraço da lua,
  no leito do desejo....
Esse desejo
               com que negamos

o frio da chuva
       insistente, 
              maldosa 
                    ou invejosa
           das nossas mãos inquietas......






Foto de Scott Sawyer “Hand Ripple”

5 comentários:

Secreta disse...

A inquietude da paixão...
Beijito :)

© Piedade Araújo Sol disse...

o desassossego da paixão...

beijo

;)

Ana disse...

Lindo Marta.

Beijinhos

Ana

Sofá Amarelo disse...

Não há chuva nem frio no calor da noite onde as mãos inquietas se entrelaçam no abraço da Lua... moldadas pelo leito do desejo...

Nilson Barcelli disse...

Belo poema.
Gostei.
Beijo, querida amiga.