sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

VOZ




Amo-te
        Digo baixinho
em palavras perfumadas,
       numa doce promessa...

Amar-te
        é colorir as sombras do tempo
Não se pensa mais que o momento....

Ouve-se a voz 
    (do coração)
        em cada beijo,
em cada palavra,
        sem qualquer promessa ou jura....

Seduz-se,
         saboreia-se a noite
 Possui-se o corpo
          Ama-se...




Foto de Christian Simonian “Light Shower”

6 comentários:

Ana disse...

Marta,

Que lindo!

Beijinho

Ana

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema de amor, muito belo e terno.

parabéns Marta

beijo

;)

Paixão Lima disse...

A voz ouve-se, mesmo que num eco distante...
Tudo o que parecia adormecido acorda dentro de nós e a imagem perdida reaparece.
Lembramo-nos da cor dos seus olhos e sentimos o perfume dos seus cabelos. Pelo sortilégio da voz revive-se o momento, como trechos de música que não nos cansamos de ouvir.
O seu poema é muito belo. Gostei!
Que tenha um Bom Ano, com vozes amistosas e amorosas...

LUZ disse...

Olá, Marta!

É tão bom amar e concretizar.

FELIZ ANO NOVO.

Beijos da Luz.

Sofá Amarelo disse...

O melhor do mundo é saborear a noite, porque é de noite que as palavras são perfumadas e coloram as sombras de um tempo que as promessas não desfazem...

Joseph 1 disse...

Marta,
Olá

Adorei.
É lindo demnais.
...colorir as sombras? (Ui...)

BOM ANO NOVO de 2013, com muita Saúde e Paz.
Beijinhus de carinho:))**