quinta-feira, 11 de outubro de 2012

SAUDADES




Tenho saudades de ti
       Do teu sorriso feliz
Do teu prazer
       na simplicidade das coisas
Amar é simples
        Directo
Sem recuar no passado
        sem pensar no futuro
É libertar-me de nevoeiros
        que me afastam do tempo
Em que ter saudades de ti,
       é apenas o caminho que trilho
para te reencontrar e amar novamente....



FOTO DE AUTOR DESCONHECIDO

6 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Amar é simples e é essa simplicidade que todos se deviam basear, porque não há necessidade de inventar nevoeiros nem recuar ao passado porque amar é simples e é na simplicidade das coisas que está a felicidade...

Paixão Lima disse...

A memória é o instante de repouso, e a Saudade o clarão enorme que nos ilumina.

Saudade (s) é amar alguém que foge de nós...
É ter o coração cheio
De espinhos e de desejos,
E sentir dentro do seio
Um punhal que nos dá beijos...

Lindas as suas Saudades...

Nilson Barcelli disse...

Há saudades que sabem tão bem...
Belo poema, gostei das tuas palavras, como sempre.
Marta, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

LUZ disse...

Tão bom e tão mau ter saudades!
Somos tão parodoxais.

Beijos.

© Piedade Araújo Sol disse...

mas por vezes e sei que é contraproducente é tão bom ter saudades.

um beij

BlueShell disse...

Muito bom...muito...dar de nós...adorei. Bj