sexta-feira, 29 de junho de 2012

SONHOS E DESEJOS




Um poema pode ser pessoal
e desenhar-se  na pele

Silenciosamente
Num mar de sonhos e desejos

Até podes não saber
que o escrevi para ti

Mas quero que o leias
Que o sintas na alma
e nunca o esqueças...


FOTO DE ARMENE

6 comentários:

Filipe Campos Melo disse...

Porque o corpo é silêncio
o verso inscreve-se na pele

Bjo.

Daniel Costa disse...

Marta

A verdade é essa! Quantos pemas se se dirigem a alguém que os lê com prazer, dizendo: como seria bom se fosse eu o destinatário?
Beijos

Sofá Amarelo disse...

Um poema desenhado na pele é mais que uma tatuagem, é um mar de sonhos e desejos que se desenrolam silenciosamente na Alma... pessoalmente!

Nilson Barcelli disse...

Os poemas são sempre para quem os lê...
E alguns ficam tatuados na pele.
Gostei muito.
Marta, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

porque o poema pode ser pele e cheiro...

muito belo!

beij

Secreta disse...

Porque há palavras que nos marcam, tanto!