sexta-feira, 25 de maio de 2012

INCONFESSÁVEL




PINTURA DE LISA KEYTON " LOVERS"



Hoje
não sei quem é cúmplice de quem

Quem sonha o quê
Ou quem sorrie sedutoramente

Talvez seja eu
Quando esculpo no ar
A fantasia inconfessável
E, depois fuja no sopro do Vento

Ou és tu
Na pressa de me amares
Como se tivesses medo
Que eu desapareça...

6 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

talvez seja a cumplicidade e a partilha.

muito bom.

beij

Amita disse...

Olá, Martinha

Há dias assim... inconfessáveis enlaces de letras unidos num belo poema.
Um bjinho e uma flor

Nilson Barcelli disse...

Às vezes a cumplicidade é recíproca...
Belo poema, como sempre.
Beijo, querida amiga.

Joseph 1 disse...

MARTINHA,
Olá.

Gostei muito!

Já por aqui andas há 8 anos!!!...

e...

Muitos PARABÉNS pela passagem de mais um aniversário.
Um dia feliz, junto dos que te são mais queridos.
FELICIDADES, pela vida afora, com Saúde, Paz e Amor.

Tchim-Tchim.
Beijinhos festivos:-))**

Sofá Amarelo disse...

É esculpida no ar a fantasia inconfessável de quem é cúmplice de alguém e com esse sorriso de cumplicidade, sedutoramente viaja no sopro da brisa e na pressa vagarosa de amar antes que o medo chegue nas asas do vento...

Secreta disse...

Olá!
Não pude vir desejar-te um feliz aniversario no fim de semana... mas hoje cá estou! Espero que tenhas tido um dia especial, e desejo que a tua vida te sorria por muitos e muitos anos.
Beijito :)