domingo, 25 de novembro de 2007

O MEU TEMPO











Pena que não me possas explicar…
Quem, na verdade, tu és…
E o porquê da expressão "todo o tempo do mundo",
se só tu é que és eterno??…
Sinto a tua impaciência….
Pois é - estás cansado de a ouvir….
Mas esta é uma pergunta diferente…
Sou eu quem a faz....
Sou eu quem te pede resposta…………
Porque estamos a falar do meu tempo…
Das horas que eu degusto………….
Em que faço tudo…..
............ou desespero e perco-te………………..



P.S.: Imagem tirada da Net

5 comentários:

Um Momento disse...

Um tempo que partilhamos em prol de sentires partilhados e nos é imensamente valioso

Beijo grande e votos de uma linda e serena noite
(*)

M.C. disse...

É assim que tu sabes do tempo.
Da vida!

“Vinhas” sempre permitiu que as respostas intensas acontecessem em Marta.


Belo como sempre!

Abraços querida:)

125_azul disse...

Do tempo, das palavras, da vida...beijinhos, semana feliz

un dress disse...

horas e seus círculos.

e seus ciclos.






beijO.marta:)

Shelyak disse...

Difícil, por vezes... mas é assim que as coisas são...
Beijinho que te deixo!