sábado, 10 de novembro de 2007

À MERCÊ




Hoje….
Não me apetece escrever…
Ou falar………….
Por isso, vou ficar por aqui……….
Num desafio frontal ao vento…
Que, escandalizado, me olha....
..como se eu tivesse enlouquecido
“Ora”, digo impaciente, rapidamente……….
"Como se eu nunca o tivesse enfrentado"……………
Vejo que estou só……
...............avanço ainda mais…………~
.......olho em frente………….
Fico….
Inteiramente à sua mercê
...................ou o vento à minha mercê?

P.S.: Imagem tirada da Net

7 comentários:

Alexandre disse...

O vento está sempre à nossa mercê e nós à mercê dele - e temos o direito de não escrever nem falar quando não nos apetece fazer isso...

Muitos beijinhos!!!

Vieira Calado disse...

Muitas vezes é bom ficarmos de cabelo ao vento!
Bom resto de fim de semana
e obrigado pelas suas palavras no meu Livro de Visitas.

Márcio disse...

Ventos que levam as palavras, mas que devolvem pensamentos...

Santa disse...

Marta,

Tem horas que precisamos do silêncio necessário. O melhor silêncio!.
Beijos aqui do Brasil.

*©õllyß®y disse...

Olá amiga...pois que não o vento mas uma brisa suave envolva teu corpo e deixe seu prefume...em silêcio me retiro...

Doce é meu beijo

Paula Raposo disse...

Gosto de ficar à mercê do vento...beijos.

Thunder disse...

Enfrenta os ventos se forem maus. Se forem brisas suaves deixa-te ir...mas com os olhos sempre abertos!