domingo, 20 de maio de 2007

LÍRIOS E FADAS




Cresço selvagem.........



Sereno...e do vento, que me namora...



Incessantemente...



Medo.....não tenho..........



Pode uivar, gritar, sussurrar...



Não o escuto.........



Desabrocho, multiplico-me...



Seco...morro....



Mas renasço...em glória....



Em beleza...Sem medo do mundo.



Continuo simplesmente a vesti-lo...



Sempre a florir, a marcar as estações...



A deliciar a alma, as narinas, os olhos...



De quem no campo passeia...



Pois tal é a minha função nesta vida......




P.S.: O mote deste post é "Olhai os lírios do Campo"...

P.S.: Imagem tirada da Net

5 comentários:

Alexandre disse...

Aromas! Estações do ano! campo! passeios! Deliciando a alma, renascendo em cada florescer, uma função digna de uma Deusa...

Se essa é a tua função... continua...

Beijinhos!!!

belakbrilha disse...

Cheiros...
Cores...
Beleza genuína
Renascer...
SEM MEDOS essencialmente

É o DEVER de quem é gente!

LINDO

A música também gosto muito

beijinhos

D. Maria e o Coelhinho disse...

Simples e bonito.
A música, sempre.


Coelhinho

ps-não sei que fazer, ando com muito medo.

Peter disse...

Gosto do modo como escreves "prosa-poesia".

Com a voz de Charles Aznavour.

sonhadora disse...

Tem uma boa semana.
beijinhos embrulhados em abraços