terça-feira, 19 de abril de 2016

LESA-MAJESTADE





Confesso o meu cansaço…

Ouvir os mesmos argumentos todos os dias… 

Com as mesmas palavras, pontos e vírgulas… 

Sem uma nova ideia… 

Pior, sem aceitar uma nova ideia...

E canso-me…

Da insolência… Da arrogância… Da falta de respeito...

Mas, sobretudo, do crime de lesa-majestade que é, eu (raramente) responder-lhes à letra...



2 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta
Será sempre o modo irónico o que mais incomoda, em cima da sinceridade com que imaginamos a poesia. A forma de literatura interpretativa, por certo.
Beijos

Sofá Amarelo disse...

A maior parte das vezes os causadores dos cansaços não merecem que se perca tempo com a insolência, a arrogância e a falta de respeito dos criminosos de lesa-majestade...