segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

CAVALO DE TROIA


Não sei porquê, mas hoje lembrei-me da Guerra de Troia.

Dos amores ilícitos de Helena e Páris... 

Da morte inesperada de Aquiles e do célebre Cavalo de madeira...

Será porque, às vezes, temos a sensação de que estamos cercados por inimigos? 

Será por isso que é tão difícil confiarmos em alguém?

Ou não é nada do que digo e é apenas vontade de escrever a minha versão da Guerra de Troia? 

A personagem pode chamar-se Helena, pode apaixonar-se loucamente por alguém... 

E nada ser como ela sonhou... Porque alguém pode deixar à porta um Cavalo de Troia...


1 comentário:

Sofá Amarelo disse...

Tropeçamos a todo o momentos em Cavalos-de-Tróia... infelizmente. Há pessoas especialistas em espalhar os Cavalos-de-Tróia à frente dos outros como engodo... a cada passo temos que estar atentos, intuir e fugir dos Cavalos-do-engano...