segunda-feira, 10 de agosto de 2015

VÍCIO



Pergunta-me se tenho algum vício?
Deixe que lhe faça uma pergunta... Quem não tem um vício?
Há-os discretos e outros são impossíveis de esconder. Todos sabem que “fulano” gosta de jogar nos casinos e perde fortunas, mas ninguém sabe que “sicrano” é adepto de desportos radicais...
Por isso, porque é que está tão interessada no meu vício? Se é viver o meu grande vício...
A vida é o meu jogo e gosto de a controlar... 
Posso jogar ocasionalmente num casino, só pela emoção de lançar os dados e sentir como derrapam no veludo.
Mas sei quando parar; não fico desesperado quando perco...
Porque já perdi o interesse... Já não é um desafio...
E não, não vou negar de que gosto de mulheres bonitas e que conquistá-las é também um jogo...
Que não tem necessariamente que ser perverso; só sedutor e por vezes, extravagante...

TEMA PROPOSTO: VÍCIO

1ª parte do meu 1º rascunho 

3 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Viver é o melhor vício que pode haver... viciemo-nos muito...

Graça Pires disse...

Que excelente vício, esse, Marta. Viver e amar a vida...
Um beijo.

Chellot disse...

Todos nós temos um vício ou vários deles. Muitos dos meus vícios não desejo que sejam curados. Viver já é um vício.
Beijos doces.
Saudades de suas palavras.