domingo, 2 de agosto de 2015

A OUTRA VOZ




Este é, talvez um texto muito pessoal...
Mas tudo é pessoal quando me lembro da minha Mãe...
Porque hoje estou no lado escuro do Mundo e a minha Mãe sabia tudo sobre esse lado aborrecido da Vida...
Deixava que a dominasse e nesses dias não falava, não sorria... 
E eu?
Não estou a sorrir, mas estou a falar... 
Com a minha outra voz...


2 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Há momentos na Vida em que nem vale a pena falar... bastam as recordações...

heretico disse...

enquanto há voz há esperança...

beijo