domingo, 18 de abril de 2010

JOGOS DE MAGIA




Um dia,
escrevi que o
Vento não tinha sombra.
Como te encontrei nele,
um dia, não sei.
Ou não é a sombra do Vento,
mas a minha?
Guardada no teu cheiro.
Incolor, sem odor,
mas pura magia.
Pois só a magia
pode explicar
essa vontade em
me esqueceres,
essa ânsia em me
lembrares logo a seguir.
O cheiro a mel.
O sorriso tímido
e o rubor descabido.



Foto de Hugo Macedo,
"Nice & Smooth", (Olhares)


Textos protegidos pelo IGAC -
Cópias, totais ou parciais, proibidas

6 comentários:

avlisjota disse...

Olá marta, lindo poema!

"Um dia,
escrevi que o
Vento não tinha sombra."

Bjs fica bem tem um óptimo fim de semana e obrigado por teres ido assistir ao meu musicalidade poética.

José

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que poema mais lindo de vi.ver! Adorei, e como!
Parabéns, Marta! E dobrado, pelo poema que o Daniel lhe dedicou.
Merece muito.
*********
Também publiquei um poema dele no nosso em nosso nome dedicado sobretudo a nós.
Já estou num semi-retorno, ainda não estou boa, mas sou e estou, como você.
Beijos

***********


Ora ( direis ) ouvir estrelas!
Certo, perdeste o senso!
E eu vos direi, no entanto
Que, para ouví-las,
muitas vezes desperto
E abro as janelas, pálido de espanto

E conversamos toda a noite,
enquanto a Via-Láctea, como um pálio aberto,
Cintila.
E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas?
Que sentido tem o que dizem,
quando estão contigo? "

E eu vos direi:
"Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e e de entender estrelas!
Ouvir estrelas
Olavo Bilac


Tudo de bom!
Até já!
Renata

Sofá Amarelo disse...

O cheiro tem a cor e ou o aroma que os sentidos lhe dão, e só a magia pode explicar as vontades contidas nas sombras e quantas vezes envoltas no vento...

Secreta disse...

Tudo se resume a isso : "magia" de sentires!
Beijito.

Nilson Barcelli disse...

Na poesia tudo é possível. Até o vento ter sombra... o limite é a imaginação, ou inspiração... que tu aproveitas muito bem em praticamente todos os poemas que fazes, incluindo este.
Gostei imenso, querida amiga.
Boa semana, beijos.

alice disse...

nada é descabido entre as palavras assim escritas. um beijinho, marta.