sexta-feira, 9 de abril de 2010

DESAFIO Á VERGONHA





Lê-me,
lê-me por completo.
Sou fácil de ler, quando me solto na brisa,
me mostro claramente ao Sol.
Quando enlaço a minha nudez na tua
e te sinto meu conspirador.
Quando as minhas mãos se cansam do silêncio
e te percorrem lentamente.
Ainda penso que sou louca por te seduzir
tão descaradamente,
mas tu desafias-me a vergonha
e eu fantasio-me na tua nudez



Foto de Graça Loureiro, "Almost in Heaven" (Olhares)
Textos protegidos pelo IGAC - Cópias, totais ou parciais, proibidas

7 comentários:

pin gente disse...

gosto destas "fantasias"

um beijo, marta

uminuto disse...

e é desnuda que a verdade vence e se entranha em sentires únicos
um beijo

Sofá Amarelo disse...

Ler alguém só faz sentido se a leitura for completa... deixar as palavras a meio é o mesmo que calar o silêncio das mãos e interromper o percurso da nudez dos sentidos...

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo poema, repleto de sensualidade.
Gostei imenso.
Querida amiga <marta, boa semana.
Beijo.

Secreta disse...

A sedução é uma doce loucura :)

Joseph disse...

Marta,
Olá.

Eis-me!

É desta poesia, sensual, erótica até, que eu gosto!
Tem a ver comigo...com a minha maneira de ser...não um maluco...mas um homem que entende que a vida se resume a duas coisas base: AMOR e SEXO.
Então interligadas, mas uma vida sem AMOR (todas as espécies de AMOR incluindo a AMIZADE) não tem sentido.
Creio que me compreendes...e nesta fase de CASAMENTOS de HOMENS com HOMENS, de DESTRUIÇÃO DE ESCUTAS que poderiam encravar alguem, de TARADOS PEDÓFILOS, de ENERGÚMENOS que só sabem BATER, MALTRATAR, MATAR MULHERES e vice-versa, em menor proporção...
A solução é AMAR o mais possível, utilizando o CARINHO, a COMPREENSÃO, a AMIZADE e o AMOR!

Gostei muito que me tivesses vindo visitar.

Espero que as coisas andem o melhor possível.

Gostei na tua poesia, daquela parte apelativa:
"mas tu desafias-me a vergonha
e eu fantasio-me na tua nudez"!

Beijinhos ternos:))

Á flor da pele disse...

E espero que tal leitura seja plena de corpo e alma...
Fica um beijo