sexta-feira, 7 de agosto de 2009

PORQUE NÃO CHOVE

























Hoje, diz-se que o dia é de Verão


Um dia de festa, de alegria

Porque não chove



Num monólogo absurdo

Talvez eu deva falar sobre isso



Mas, hoje, eu acordei com raiva

Cravada na pele

E escrever sobre essa raiva,

Sobre essa angústia

Posso escrever muita coisa



Mas, supostamente o dia é de Verão

A luz acaricia-me, pede-me um sorriso

Recebe, apenas, cinzas….





(Foto "Splash II" André Gouveia Paiva, Olhares.Com)

(Textos protegidos pelo IGAC - Cópias Proibidas)

7 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom dia, Marta:
Se vc soubesse como gostei do seu poema... Não só pela sua qualidade estética, mas também porque hj eu acordei, como vc, com raiva, angústia, com a qual já devia saber lidar, mas que sempre me pega. E em qualquer estação.
Beijos, querida, e o meu carinho,
Renata

susana disse...

À dias assim, mas olha para o céu, o sol está a sorrir para ti não te faças rogada sorri, abre a tua alma ao que a natureza te oferece, disfruta do verão não tarda é Outono vem a melancolia dos dias cinzentos.

Beijo de um anjo
Susana

Peter disse...

Já te ia dar os parabéns pelo blog, mas afinal é para o mês que vem.

"A luz acaricia-me, pede-me um sorriso.

Recebe, apenas, cinzas…."

Hum! Que se passa?

Graça disse...

"Mas, hoje, eu acordei com raiva/cravada na pele". Um poema forte... cinzento, diria, e ainda assim belo.

Um beijo, Marta

Teresa David disse...

Apesar de todos as adversidades que passei, da quase morte, acordo sempre a apostar que vou ter um dia glorioso e a programar-me para que isso aconteça. Vantagem minha!
Mas conheço bem várias pessoas que não conseguem ultrapassar esse despertar nostalgico.
Espero que estejas bem.
Bjs
TD

Nilson Barcelli disse...

É sempre melhor sorrir... ainda que às vezes dar um murro na mesa saiba muito bem...
Querida amiga, gostei do teu poema, é muito bom.
Boa semana, beijo.

Sofá Amarelo disse...

O dia pode ser de Verão lá fora mas de Inverno na alma... as estações do ano não têm que ver com o estado da alma...