quinta-feira, 13 de maio de 2021

O HUMOR - PARTE III

 

A missão é um sucesso, o urso fica escondido no meio dos meus peluches e eu sorrio vitoriosa.

O Matias entra nesse momento, o Gonçalo e o Edgar continuam entretidos com o jogo de xadrez e nós as duas estamos sentadas no meio dos almofadões com ar de anjos.

Vocês aprontaram alguma, diz o Matias, eu e a Sofia rimos. O meu irmão aproxima-se, senta-se ao pé de nós e pergunta, então, quem é que vai contar uma história hoje?

É o jogo favorito do Matias, gosta de construir histórias, até de inventar palavras que eu repito e faz com que os Pais me olhem como se eu fosse uma ser extraterrestre.

O que é que lhe andas a contar? pergunta o Pai, ela repete isto no infantário e todos pensam que ela não sabe pronunciar as palavras!

O Matias encolhe os ombros, adora ser original, qual é o problema em ser criativo? protesta e os Pais respondem que não é esse o problema, é apenas o facto de eu trocar os "f's" pelos " g's" e dizer " estapafúrdio".

Estamos a meio da história, o Matias sabe como conquistar as audiências, quando a Rita e a Mãe entram.

A Rita pega na Francisca com todo o cuidado, veste-lhe o casaco, sempre a falar baixinho e a Mãe fecha o saco.

Não te esqueces de nada? observa a Mãe, a Rita olha em volta, falta o urso, sem o urso ela não dorme! exclama, ia jurar que estava aqui!

Não terá rolado para debaixo da cama? sugere o Matias, ajoelha-se e espreita, não, não está cá nada! confirma.

O Edgar já se levantou e procura por detrás das cortinas, também não está aqui! declara.

A Mãe olha-me fixamente, lembra-se das minhas "asneiras" anteriores e por isso, acha que eu sou culpada no desaparecimento do urso.

Inês, onde está o urso da prima? e pega-me na mão, escondes o urso da Francisca, não foi? És muito marota, Inês, continua, vá lá, onde está o urso?

A Sofia ri-se então, eu empurro-a e a Mãe suspira, então, temos duas conspiradoras! Talvez a Sofia conte e possa comer o pudim de chocolate que a D. Margarida fez para o jantar!

Sei então que vou perder a aliada, porque a Sofia não resiste ao chocolate e aponta de imediato para o monte dos meus peluches.

O Matias apressa-se a resgatar o malfadado urso, a Rita agradece-lhe com um sorriso e despede-se.

E, nós vamos para o banho! diz a Mãe, e não há pudim de chocolate para ninguém, acrescenta o Matias.

Os olhos da Sofia enchem-se de lágrimas, eu dou-lhe uma cotovelada e murmuro, traidora, devias estar calada!

CONTINUA

1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

Semana muito complicada a nível de saúde com muitos exames e consultas, fazem com que ande desaparecida, Marta.
Acabei de chegar da 1ª dose da vacina, e já li os dois episódios. E continuo a gostar.
Abraço e saúde