segunda-feira, 17 de maio de 2021

A INTRUSA - FIM

 

O que se segue é uma grande confusão.

A Teresa dá-me um sermão, o António tenta acalmar a Sofia que me chama " ruim " e eu encolho os ombros.

No meio disto tudo, o Gonçalo continua a dormir e os meus Tios suspiram de alívio quando a Filipa e o novo namorado chegam para me levarem para casa.

A Filipa apercebe-se de imediato que aconteceu qualquer coisa e quando a Teresa lhe conta, desfaz-se em desculpas.

A Teresa ri-se, são coisas de criança, diz, a Inês vai fazer mais isto? mas claro que estou decidida em continuar em guerra com a Sofia.

Na rua, a Filipa pergunta-se se sou tolinha, o que é que te passou pela cabeça para deitares a boneca à água? mas eu apenas sorrio.

O Gaspar ou Gualter, não sei bem, acha imensa piada, a tua irmã é destemida, afirma, mas a Filipa não fica nada satisfeita com o comentário.

Pois, contribui para a festa, protesta, eu a tentar que ela perceba que fez mal e tu ris-te! Assim, ela não aprende nada!

O namorado não faz mais comentários, faz-me uma careta, eu também faço uma e quando chegamos a casa, somos dois bons amigos.

A Mãe também não fica muito satisfeita quando a Filipa explica o que sucedeu.

Olha-me muito séria, o que é que eu vou fazer contigo, Inês? hum, não gosto nada desta voz! Sarilhos e grandes, penso.

Gostavas que a Sofia fizesse mesmo às tuas bonecas? Não, claro que não gostavas! Por isso, vou confiscar as tuas bonecas, não vais poder brincar com elas uns tempos para ver se compreendes o que fizeste!

Fico preocupada, olho em volta, onde é que está o Edgar? o que é que a Mãe quer dizer?

A Filipa começa a tirar as bonecas do quarto, oh, Mãe, não é uma decisão drástica demais? mas a Mãe nem responde.

Percebo finalmente o que está a acontecer, abro a boca e desato num choro tão dorido que o Matias e o Edgar aparecem a correr e exigem saber o que é que estão a fazer à " criança".

Ninguém dá explicações, o meu quarto fica despido e deixam-me lá sozinha a "pensar".

Choro uns minutos mais, mas depois, murmuro, sou mesmo uma idiota! Fui apanhada, tenho apenas que encontrar uma maneira de ninguém dar conta!

Quando me deitam, pareço estar muito submissa, pensam que aprendi a lição, mas eu...

Eu estou já a pensar na minha próxima vingança.

FIM



1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

Continuo a pensar que esta miúda vai por mau caminho. Eu sei que crianças são traquinas, mas não acho muito normal as reações desta. Vamos ver.
Abraço, saúde e boa semana