domingo, 30 de maio de 2021

A FUGA - PARTE V

 

Tentei acalmá-la, conta a Natália ao Nicolau nessa noite ao jantar, mas ela está muito revoltada! Não deixa de ter razão, aquele rapaz foi muito egoísta!

O Nicolau suspira, o Amadeu deixou de falar no assunto, não é bom sinal, responde, sei que ele está a sofrer, mas não está a falar sobre isso, vai voltar a ser o homem sombrio que conheci no início do Clube.

Talvez não, agora tem a Glória e as miúdas, são pessoas diferentes, atalha a Natália, não está sozinho como quando o conheceste; tem uma estrutura familiar e a Glória é uma mulher activa, interessada.

O Nicolau tem as suas reservas, conhece bem o Amadeu, mas às vezes, as pessoas surpreendem-nos.

O tempo passa, o Amadeu fala cada vez menos do filho, a Glória diz à Natália que o Major ainda contacta a Polícia, mas estes têm poucas pistas e o caso está mais ou menos parado.

Nunca pensei que aquela rapaz fosse esperto a este ponto, comenta, desapareceu por completo! Pagou tudo em dinheiro, quis mesmo desaparecer e nem sequer temos a certeza de que está metido no esquema de fraude de que o acusam!

A Catarina telefona ao fim da tarde, a Glória acaba de chegar da Universidade, ainda tem o casaco vestido e a Márcia resolveu fazer uma cena.

Posso passar por aí? pergunta a nora do Amadeu, claro que sim, aconteceu alguma coisa, tens notícias do Frederico? pergunta a Glória.

O Amadeu e a Mariana entram nesse momento, a Márcia chora ainda mais alto e a Glória avisa-o que a nora deve estar a chegar.

Vê se te acalmas, Márcia, repete a Glória e leva-a para o quarto, a Mariana segue-as e o Amadeu fica sozinho na cozinha à espera da nora.

Será que teve notícias do Frederico? mas a Catarina é rápida a esclarecer o assunto quando chega.

Não, não tive notícias do Frederico, eu é que tomei uma decisão e é justo que saibam o que decidi, explica.

O Major e a Glória olham-na surpreendidos, mas o que é que aconteceu? repetem e a Catarina sorri, um pequeno sorriso cansado.

Recebi uma proposta de emprego e vou aceitar, explica, é numa outra cidade, eu e o Tomás vamos embora no fim do ano lectivo, vai ser bom para todos recomeçar do zero.

Tens a certeza? interrompe o Major, achas que vai resolver o problema?

Nunca vou esquecer o que aconteceu, o Pai do meu filho desapareceu sem se preocupar com o bem-estar dele, esclarece a ex-nora, mas tenho que tentar dar ao Tomás uma vida mais livre, mais sincera e nesta cidade, não vou conseguir.

A Glória suspira, compreende o ponto de vista, mas fica preocupada, sozinha com uma criança numa cidade nova.

Pode ver o Tomás sempre que queira, continua a Catarina, os meus Pais também estão cá, fins de semana prolongados, férias e vão lá, não vão?

Claro que sim, apressa-se a Glória a confirmar, já que o Amadeu parece novamente uma estátua de gelo.

CONTINUA



1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

Marta, desculpe, não tenho comentado mas continuo a acompanhar. Tenho estado mal dos olhos estou com tratamento intensivo durante 5 dias e proibida de vir ao computador, razão porque não tenho comentado.
Abraço e saúde