sábado, 4 de setembro de 2021

O CLUBE DOS MIÚDOS PARTE IV

 

Mas ninguém a vê, a cozinha está deserta e ela faz sinal ao Gonçalo.

A Inês pode avançar, não há perigo e a prima caminha silenciosamente pelo corredor, o que surpreende a Sofia.

A Inês é uma pessoa que gosta de barulho, é complicado para ela estar em silêncio, tantas vezes foi repreendida no jardim de escola por não deixar os outros meninos descansar.

Mas ei-la aqui, concentrada na tarefa que executa rapidamente. A T-Shirt  já está na máquina, custa um pouco fechar a porta, a Inês acaba por a deixar aberta, não deve haver problemas, murmura.

Quando pretende bater em retirada, a D. Margarida regressa; devia ter ido à marquise fazer qualquer coisa.

Ah, cheirou-lhe a bolo, foi, Inês? diz a governanta, quer uma fatia e um copo de sumo? E os seus primos? Onde estão? Sei que estão perto....

A Sofia e o Gonçalo aparecem quase de imediato, espero bem que seja de chocolate, pensa o Gonçalo e sentam-se à mesa.

A Inês insiste em sentar-se na cadeira do Pai, oh, Inês, o Pai não vai gostar nada, brinca a D. Margarida e tem que esconder um sorriso quando a menina responde que não interessa onde ela se senta, tem convidados e tem que os fazer sentir à vontade.

Não são convidados, contraria a governanta, a Sofia e o Gonçalo são da casa; passam a maior parte do tempo cá!

Quero bolo! interrompe a Inês já aborrecida com a conversa, estás a ver como são os adultos? Complicam as coisas! sussurra e tanto a Sofia e o Gonçalo riem-se.

O bolo é de chocolate, ainda está morno, ainda por cima, a D. Margarida deitou natas por cima, os três estão deliciados.

Estão a acabar de comer, não, não vão comer uma segunda fatia, são instruções da Mãe, explica a governanta quando o Edgar entra na cozinha.

Ah, estão aqui, seus malandros? Pensei que tinham sido raptados, não sabiam avisar? repreende e a Inês encolhe os ombros.

O Edgar interpreta o gesto como um insulto e abre a boca para dizer o que lhe vai na mente, mas a governanta interrompe-o.

Deixe-se disso, Edgar, eles estão sossegados, esteve entretido a jogar e só agora é que se lembrou de ver se estavam bem, não foi? observa, ainda bem que não decidiram ir para a rua! 

O Edgar fica muito vermelho, esteve realmente a jogar com os amigos, mas eles estavam sossegados no quarto de brinquedos, protesta.

Ok, Edgar, tudo bem! Sente-se, coma uma fatia de bolo, convida a governanta, o Edgar já sabe que a sua irmã é traquinas e está sempre pronta para armar confusão, não pode perder noção do tempo.

Só se instalar uma câmara e liga-la ao computador para ver o que ela faz, responde o Edgar e os três miúdos trocam um olhar de alarme.

CONTINUA

2 comentários:

Cidália Ferreira disse...

garotos danados, Lool
.
Bom fim de semana. Aqui ou além 🌻
.
Beijos, e um excelente fim de semana.

Elvira Carvalho disse...

Pois é a Inês é bem safadinha!
Abraço, saúde e uma boa semana


A minha gratidão pela mensagem de aniversário.