domingo, 12 de setembro de 2021

A PAIXÃO PARTE VI

 

Porque é que me estás a evitar? a Matilde atira a pergunta para o ar, não dês a desculpa do trabalho, conheço isso bem demais!

Mas é a verdade! diz o Meireles pacientemente, Matilde, não sei bem como te dizer isto, mas eu não sou a pessoa adequada para teres uma relação. Sou mais velho do que tu, trabalho com o teu Pai...

Porque é que todos me dizem isso? interrompe a Matilde, estou cansada de ouvir isso!

Porque é a verdade e às vezes, custa-nos ouvir a verdade, responde o Sargento, convive com pessoas da tua idade, escuta o que têm para dizer, vais encontrar loucos na vida, não posso negar isso, mas no fundo, sabes como podes gerir isso. Compreendo que seja mais confortável ignorar isso, mas és uma pessoa inteligente, criativa e forte, repete o Meireles.

Forte? Há quem pense que sou fraca, observa a Matilde e o Meireles abana a cabeça, pediste ajuda, enfrentaste o problema e olha onde estás agora! explica.

A Matilde sorri, não foi, não está a ser um percurso fácil, admite ao Meireles que pensou seriamente em beber antes de lhe bater à porta.

Mas não o fizeste! observa o Meireles, anda lá, tenho que almoçar qualquer coisa. Queres que te deixe na Universidade?

Não, no escritório da Rita, já estou atrasada, pede a Matilde, e agora o que acontece? pergunta enquanto esperam pelo elevador.

Continuamos amigos. podemos almoçar de vez em quando, vou gostar de saber as novidades, brinca, e posso sempre verificar o passado dos teus namorados!

A Matilde ri-se, dá-lhe uma palmada no braço e quando entram no carro, está já a explicar o projecto em que está a trabalhar.

Se tiver uma boa nota, o professor acha que posso fazer um estágio numa universidade estrangeira, concluí e o Meireles fica apreensivo.

Será uma boa ideia viver no estrangeiro por uns tempos com um problema que não está ainda resolvido?

CONTINUA

1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

Pois também tenho as minhas dúvidas, mas afinal ela reagiu muito bem à conversa com o Meireles. Parece estar a amadurecer. A ver vamos.
Abraço, saúde e bom domingo